Em nome da “Paz”, o genocídio da Serra Sume corre o risco em ser sacrificado como mais um entulho histórico?

Em nome da "Paz", o genocídio da Serra Sume corre o risco em ser sacrificado como mais um entulho histórico?

Tal como o massacre da frescura, os homens da UNITA eliminados no Caxito, os queimados e feitos cegos por vestirem as cores verde e vermelha assim como os 174 desaparecidos nas Lundas de uma só vez, entre tantos outros nunca mencionados.

Por Fernando Vumby

Não vai ser a primeira vez que mesmo depois de se terem morto tanta gente e algumas imagens serem tão chocantes como as exibidas sobre o massacre da serra do Sume este assunto para bem dos responsáveis pelo massacre e em nome de uma suposta paz acabar engavetada.

Eu até poderia sintetizar ironicamente esta intenção pelas seguintes palavras de ordem (Abaixo a democracia & Viva a ditadura Eduardista) pois estou mais do que seguro de que respostas convincentes dadas pelo regime sob este massacre nunca vamos ter e que ninguém lhes vai obrigar até porque em Angola se diz; em nome de uma (paz) que poucos conhecem a sua cor….

Assim estamos paiados e condenados a não levar a sério os argumentos consistentes e depoimentos feitos com o todo o rigor por Abel Chivukuvuku e Raul Danda que confirmaram a nação inteira ter havido massacre (genocídio) na serra do Sume…

Não quero acreditar que ambos não sabiam no que estavam a dizer ou será que cabe aos estudiosos levantar essa hipótese para nos explicarem qualquer dia e de outra maneira se houve ou não mesmo massacre?

Eu vou continuar a afirmar que houve massacre sim, porque acredito em ambos (Abel Chivukuvuku & Raul Danda) e prometo que ainda vou escrever muito sobre este massacre porque também tenho dados fornecidos por policias que foram forçados a disparar …

Fonte: Fórum Livre Opinião & Justiça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *