Teólogos católico-adventistas atraem maldição para Universidade em Moçambique

image_pdfimage_print

Teólogos trinitarianos da linha católico-adventista que participavam de um suposto congresso internacional bíblico em Moçambique, temeram pela própria vida ao perceberem as evidências do desfavor e do desagrado divina sobre o encontro. Acostumados a perseguir e difamar a comunidade adventista leiga unitariana, que adora o único e verdadeiro Deus descrito na Bíblia, Alberto Timm, Wilson Paroschi, Reinaldo Siqueira, Sidionil Biazzi e Wagner Kuhn deixaram às pressas a Universidade Adventista de Moçambique, durante o início da destruição causada por um ciclone que castigou a cidade da Beira, onde aconteciam as reuniões.

A maldição divina sobre o evento ficou óbvia para todos. Afinal, que razão teria Deus para retirar sua proteção e permitir que a instituição fosse severamente atingida, se ali estivesse sendo ensinada a Verdade? Homens supostamente tão sábios quanto à teoria das Escrituras abandonariam na prática seus irmãos quando estes mais precisava, de sua ajuda e apoio? Que teologia nada cristã é essa?

Leia mais em:

Ciclone interrompe conferência internacional com teólogos brasileiros em Moçambique

Fotos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *